Notícias - Ernani Polo
Publicada em 01/02/2018.

SEAPI e Ageflor assinam termo de cooperação para desenvolvimento do Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono

Foi assinado, na tarde desta quarta-feira (31), o termo de cooperação técnica entre a Secretaria da Agricultura e a Associação Gaúcha de Empresas Florestais (Ageflor) com o objetivo de desenvolver o Plano de Agricultura de Baixa Emissão de Carbono no Rio Grande do Sul.

O termo visa integrar esforços entre a Secretaria da Agricultura e as entidades do setor para promover o avanço no conhecimento sobre a dinâmica da emissão de gases de efeito estufa e dos estoques de carbono em florestas plantadas no Estado.

 

De acordo com o texto, a Secretaria da Agricultura compromete-se a realizar o levantamento e identificação de áreas potenciais para a condução dos estudos; a disponibilizar dados e informações necessárias à execução do plano de trabalho e analisar estes dados, bem como elaborar um relatório conjunto com a Ageflor em relação às atividades desenvolvidas ao final de cada ano de execução do projeto.

 

Já a Ageflor fica responsável por disponibilizar áreas florestais junto às associadas para a condução do estudo; a orientar as ações do plano, bem como, disponibilizar relatórios semestrais do andamento do plano.

De acordo com o presidente da Ageflor, Diogo Leuck, o estudo vem sendo realizado há quase um ano, com o aporte do Plano ABC do governo federal: "O Rio Grande do Sul é um dos primeiros estados a realizar este convênio junto com entidades, formando uma parceria entre o setor público e privado em prol de uma evolução para o setor.

O termo regulamenta um trabalho que vamos realizar junto à SEAPI, dando apoio e oferecendo as áreas onde vão ser realizados os estudos, bem como a logística. O termo é um avanço para o setor pois traz a avaliação para posteriormente realizar a regulamentação da questão do carbono, trazendo uma remuneração extra para o setor e aos produtores de florestas", explicou.

Já para o assessor de meio ambiente da FETAG, Guilherme Velten, "a assinatura do termo é uma forma de reduzir as emissões atmosféricas, através da fixação de carbono causada pela silvicultura e proporciona um ganho, que é a fixação de nitrogênio no solo", destacou.

 

Também estavam presentes o assessor do deputado Elton Weber, Alexandre Scheifler, o assessor da presidência da Farsul, Eduardo Condorelli, o assessor técnico da Farsul, Marcelo Camardelli, o diretor geral da SEAPI, Antônio Aguiar e o engenheiro florestal Jackson de São José.

COMPARTILHE ESTA PÁGINA


<< voltar
Cadastre-se e receba todas as novidades do Deputado Ernani Polo.
Acompanhe na rede
Onde nos encontrar
Secretaria Estadual da Agricultura, Pecuária e Irrigação do Rio Grande do Sul
Avenida Getúlio Vargas, 1384 - Menino de Deus
Fone: 51. 3288.6200
email - ernani.polo@al.rs.gov.br